1

Investigação de precatórios pode ser causa de execução de jornalista

Posted by Willian Scaliante on 14:54 in
O assassinato do jornalista Auro Ida pode ter motivação política devido à investigação realizada por ele referente ao pagamento de precatórios por parte do governo do Estado, conforme o Olhar Direto já havia divulgado. Há ainda informações de que autoridades ligadas ao governo do Estado estariam fazendo uma pressão velada para que o crime fosse tratado como passional. 
A suspeita foi levantada pela Ordem dos Advogados do Brasil – seccional de Mato Grosso que irá protocolizar um documento na Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) para que seja disponibilizado um delegado especial e uma equipe para investigar o caso.
Além disso, baseado no artigo 144 da Constituição Federal, a OAB-MT também pedirá que a Polícia Federal investigue o caso que ganhou repercussão interestadual. Além disso, a entidade colocou a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso sob suspeição para investigar um crime contra o Estado. 
No final desta manhã o secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado, recebeu a comissão formada pelo presidente da OAB-MT, Cláudio Stábille, e o presidente do Sindicato dos Jornalistas, Téo Meneses. Durante reunião que durou pouco mais de uma hora, as entidades entregaram um documento solicitando ao secretário que designe uma comissão especial para investigar o caso. 
Diógenes disse que o delegado André Gonçalves, da Delegacia Especializada em Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), deve continuar à frente das investigações, e que além disso, irá designar que o Grupo de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil (GCCO) também acompanhe o caso.
Olhar Direto

Links para esta postagem |
0

Corinthians quer contratar "chinês ruim de bola"

Posted by Willian Scaliante on 14:43
O Corinthians, que sonhou nesta temporada com estrelas como o holandês Clarence Seedorf, o argentino Carlitos Tevez e até os santistas Paulo Henrique Ganso e Neymar, agora está de olho num jogador da seleção da China, apenas a 75ª colocada no ranking da Fifa e com apenas uma Copa do Mundo no currículo, em 2002.
O objetivo, no entanto, não é reforçar o time dentro de campo, e sim ganhar dinheiro com a divulgação do nome da equipe no Oriente e, consequentemente, ampliar a arrecadação com a venda de camisas e produtos oficiais.
A ideia foi contada aos risos pelo diretor de marketing do clube, Luis Paulo Rosenberg, durante palestra na noite desta segunda-feira (25), em São Paulo.
- Estou trazendo um moleque da seleção chinesa. É ruim de bola, o desgraça... Mas não faz mal. A chinesada vai saber que tem um chinês jogando no Brasil, vai pagar os tubos para passar o jogo na TV local e vai comprar camiseta do Corinthians com o nome do cara. Ling, Shing, Ling... Tenho que apelar, já que não ganhei a Libertadores.
O jogador seria escalado pela comissão técnica apenas em situações confortáveis da equipe, como nos minutos finais de vitórias elásticas ou quando os pontos em jogo não fizerem diferença - por exemplo, num jogo da fase de classificação do Paulistão em que o time já estiver classificado.
Não é a primeira vez que o marketing corintiano aposta em solução incomum para passar as fronteiras do Brasil. Em março deste ano, em duelo contra o Americana, pelo Campeonato Paulista, o clube preparou camisa especial de jogo, com uma bandeira do Japão e o nome dos atletas em japonês, como forma de homenagem às vítimas do terremoto seguido de tsunami no país asiático. 
Atualmente, a marca Corinthians valeria algo em torno de R$ 750 milhões, conforme pesquisa da consultoria Crowe Horwath RCS publicada no recém-divulgado relatório de sustentabilidade do clube. O valor é hoje o maior do futebol brasileiro, à frente de São Paulo e Flamengo.Apesar do alto potencial de compra, o mercado asiático começou a ser respeitado pelo futebol nacional há pouco tempo. Um jogo do Campeonato Brasileiro por sábado ocorre às 21h, o que em tese afasta o público dos estádios, mas atende demanda de emissoras da Ásia, onde já é manhã de domingo. Para Rosemberg, um prato cheio na hora de faturar. 
- Quando a China nos conhecer, vou vender mais camisa lá do que aqui. Vocês vão ver essa internacionalização da República do Corinthians. Isso vai ser uma loucura.
R7

Links para esta postagem |

Copyright © 2009 Acorda All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive.